por: PVT
em 4 de maio de 2016

geracaoupp2016

A Geração UPP voltou a dar show nos tatames do Campeonato Brasileiro de Jiu-jitsu, realizado no último final de semana, em Barueri, São Paulo. Com uma delegação composta por 82 competidores oriundos das favelas da Providência, Cidade de Deus, Batan, Rocinha e Adeus/Baiana, a equipe formada por jovens de comunidades que treinam com policiais militares graduados conquistou 65 medalhas (16 de ouro, 20 de prata e 29 de bronze) e o troféu de segundo lugar na disputa entre equipes nas categorias mirim e infantil, repetindo o sucesso na edição da passada.

Iniciado em 2010, o projeto social é o resultado da parceria entre a Legião da Boa Vontade (LBV), Super Rádio Brasil, Prime Esportes, Boomboxe, Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude, e Porto Novo. Ao longo dos anos, diversas salas de treinamento foram inauguradas, sempre com um ícone do mundo das lutas como padrinho, como o lutador do UFC Alan Nuguette, Ricardo Arona, Rogério Minotouro e Rodrigo Minotauro, que parabenizou a equipe.

Minotauro e GeracaoUPP - Foto- Vanor Correia“Fiquei muito feliz quando soube das conquistas da galera no campeonato brasileiro porque eu sei como é a realidade de muitas dessas crianças e também a importância do projeto que eu praticamente vi nascer lá em 2010. É uma honra poder ser um dos padrinhos desse projeto porque eu sou prova viva de que o jiu-jitsu pode mudar e até salvar vidas, vai além de um esporte. As medalhas conquistadas são importantes, claro, mas os principais resultados da Geração UPP são conquistados no dia a dia, no comportamento de cada um desses jovens. Por tudo isso e pelo resultado no campeonato eu só tenho a parabenizar a todos os envolvidos”, comentou o ex-lutador e hoje embaixador do UFC Rodrigo Minotauro.

Coordenador-geral do projeto Geração UPP, o cabo da Polícia Militar Christian Ribeiro reforçou o comentário de Minotauro, exaltando mais do que as medalhas.

“Estamos felizes com os resultados obtidos. Nestas competições, conseguimos mostrar o potencial dos jovens, mas o espírito do projeto vai além. O que queremos é valorizar estas crianças e adolescentes, integrá-las e estreitar a relação do policial com as comunidade atendidas”, disse o faixa-preta de jiu-jitsu.

*Fonte: Site :http://portaldovaletudo.uol.com.br/com-a-conquista-de-65-medalhas-no-brasileiro-de-jiu-jitsu-geracao-upp-recebe-os-parabens-de-rodrigo-minotauro/